Blog Doação Eleitoral Legal

Se informe sobre as últimas noticias sobre as eleições

Como as doações pela web irão definir o resultado das Eleições 2016
22/06/2016

Como as doações pela web irão definir o resultado das Eleições 2016

As Eleições 2016 apresentam uma série de novidades inéditas para candidatos, partidos e eleitores. Uma das mais impactantes foi a proibição de doações feitas por empresas para as campanhas eleitorais, permitindo apenas as doações provenientes de pessoa física, ou seja, eleitores e simpatizantes. Isso representa uma grande mudança no modo como os candidatos precisarão agir e se preparar, já que a Internet e as redes sociais serão a porta de entrada de eleitores e doadores nesta campanha.
 
As doações de valores pela Internet por pessoa física para as campanhas já são permitidas desde 2010, mas essa opção recebeu pouca atenção, pois as empresas ainda podiam contribuir. A mudança chega com o intuito de aumentar a transparência no recebimento de recursos para as campanhas.
 
Felipe Leite, sócio da Guest Sistemas, especialista em marketing eleitoral, afirma que “a medida também será benéfica pois irá criar um vínculo e um compromisso inédito entre o eleitor e o candidato, já que os eleitores que doam, também votam em seus candidatos e partidos. Assim, muitas doações, mesmo as de valores menores, são de grande importância e fazem a diferença no final das eleições”.
 
“Nos Estados Unidos, por exemplo, a prática já é corriqueira. Na eleição para seu primeiro mandato, o presidente americano Barack Obama conseguiu arrecadar cerca de US$ 500 milhões através de doações via Internet, o que representa 67% da arrecadação. Com doações de poucos dólares, muitos puderam participar, doando e votando. No Brasil será necessário criar um trabalho de convencimento com o eleitor, provando não apenas que ele é o melhor candidato para o cargo, mas também que ele vale o investimento financeiro do eleitor. A doação eleitoral legal precisa ser incentivada como um ato político a favor da democracia e transparência.”
 
Pesquisa Datafolha de 2014 mostra, por exemplo, o poder das redes sociais: 39% dos eleitores afirmaram que publicações nas redes influenciaram o seu voto. Esse é um número que definitivamente não pode ser ignorado.
 
As regras das Eleições 2016 definem que o candidato pode ter um site, criar um blog e compartilhar suas opiniões em páginas nas redes sociais. Fica proibido, no entanto, comprar banners e espaços pagos em sites para fazer propaganda. Através da divulgação de suas ideias e propostas, o candidato deve chamar a atenção da população geral para conseguir possíveis doadores e eleitores.
 
Segundo a legislação atual, candidatos, partidos e coligações podem receber as doações de pessoas físicas através da Internet. É preciso então oferecer opções simples e seguras para que o eleitor consiga fazer sua doação eleitoral pela Internet com rapidez, facilidade, transparência e segurança. O candidato precisa estar preparado para receber as doações e controlar a emissão dos recibos eleitorais, itens fundamentais para aprovação de sua prestação de contas junto ao TSE.
 
Novo sistema de doação eleitoral pela Internet e redes sociais
 
A Guest - empresa brasileira pioneira no desenvolvimento de soluções para Internet - possui um sistema de recebimento de doações eleitorais que já foi utilizado por mais de 50 candidatos desde 2010, ano em que lançou a primeira versão da sua ferramenta. O sistema foi utilizado por candidatos a diversos cargos de mais de 16 partidos. Para as eleições de 2016, com o crescimento do acesso a Internet e redes sociais através dos dispositivos móveis, a empresa desenvolveu uma nova versão acessível via computadores, tablets e smartphones e que permite a customização dos templates por partidos e candidatos e uma interatividade inédita entre o eleitor e o candidato em todo o país. A integração com as redes sociais, blogs e sites aproxima a proposta do candidato à plataforma de doação, aumentando as chances do eleitor simpatizante finalizar o processo e doar para seu candidato ou partido.
 
Além disso, a Guest adotou este ano o selo “Doação Eleitoral Legal” para estimular candidatos e eleitores a utilizarem o sistema transparente de doações eleitorais pela Internet e fortalecer a proposta de dar mais transparência ao processo eleitoral no País, através de tecnologias acessíveis e procedimentos baseados na regulamentação do TSE. Este é mais um elemento que permite ao candidato reafirmar sua credibilidade perante seus eleitores.
 
Definitivamente, este ano o digital será decisivo para escolher os novos políticos brasileiros. Tanto no trabalho de divulgação de propostas, quanto na arrecadação de doações eleitorais legais, o candidato que estiver mais informado, souber usar as ferramentas mais eficientes e se posicionar com transparência sairá na frente. Esse ano as doações eleitorais e os votos dos eleitores serão disputados também nas telas de computadores, smartphones e tablets.
 
Sobre a Guest
 
Completando vinte anos este ano, a Guest Sistemas nasceu oferecendo o serviço de desenvolvimento de projetos e hospedagens de sites. Hoje já são mais de 900 projetos de sucesso em clientes de diferentes portes e segmentos. Em 2010 a pedido de um candidato, a Guest iniciou o desenvolvimento da ferramenta de Doação Eleitoral e desde então vem aperfeiçoando e oferecendo esse sistema a outros candidatos. Mais informações emwww.doacaoeleitoralegal.com.br